Outubro Rosa - 9 Dicas para Prevenir o Câncer de Mama

outubro 15, 2016


Outubro Rosa é um alerta para o câncer de mama. Mas essa história começou em Nova York por volta de 1990 e se espalhou pelo mundo todo. Hoje em dia, vários artistas doaram suas imagens para a campanha e vários monumentos no Brasil e no mundo são iluminados de rosa no mês de outubro.
Lembre-se, o evento é no mês de outubro, mas o auto-exame é para ser feito todo mês. 

"Descobrindo no inicio a doença tem bem mais chances de cura e sucesso no tratamento."

1. Coma muitos vegetais verdes, cogumelos e cebolas.
Uma dieta rica em nutrientes te protege contra muitas doenças crônicas, e o câncer de mama está incluído. Vegetais verdes e cogumelos são os mais poderosos alimentos contra o câncer de mama.
Tome nota: uma dieta vegetariana mostra mais proteção contra o câncer de mama, pois é rica em vegetais verdes, feijão, cogumelos, cebolas, frutas, nozes e sementes.
É a densidade de nutrientes fito-químicos e diversidade da dieta que oferece uma maior proteção contra o câncer, não apenas a evasão de carne ou gordura.

Legumes e frutas têm sido consistentemente associados com a redução do risco de câncer de mama e melhorou a sobrevida de pacientes com câncer.
Vegetais crucíferos contêm compostos anticâncer potentes que para o crescimento das células cancerosas da mama e promove a excreção de estrogênio.
Cogumelos bloqueiam o crescimento do tumor e tem atividade anti-estrogênica, o consumo regular de cogumelos foi mostrado para diminuir o risco de câncer de mama em até 60-70%.

Compostos organosulfurados em cebolas e alhos também previnem o desenvolvimento de cancros por desintoxicar substâncias cancerígenas, impedindo o crescimento de células de câncer e prevenção de tumores, de obter um suprimento de sangue.

2. Tome uma colher de sopa de linhaça ou semente de chia diariamente.
Sementes de Linho e chia são as mais ricas fontes de ligninas, fitoquímicos com efeitos anti-estrogênicos que também inibem o crescimento celular em tumores de mama.
De fato, em um estudo feito com mulheres com tumores, metade das mulheres comeram linhaça e a outra metade não, durante 32-39 dias. O tecido tumoral foi analisado neste curto espaço de tempo, houve apoptose significativa (morte das células tumorais) e proliferação celular reduzida de células tumorais no grupo que comeu a linhaça.

3. Reduzir o consumo de proteína animal.
O consumo de proteína, especialmente produtos lácteos, aumenta os níveis sanguíneos do fator de crescimento semelhante à insulina 1 (IGF-1), e níuvelevados níveis tem sido associado com o aumento do risco de cancro da mama em muitos estudos.
O consumo de peixe maior nas mulheres também tem sido associado a maiores taxas de câncer de mama.
Agentes cancerígenos agrícolas e industriais, tais como as dioxinas, se acumulam nos tecidos gordurosos. Principal modo dos seres humanos à exposição a esses produtos químicos perigosos, é o de carnes, aves, peixes, e gordura de leite.

4. Não comer alimentos fritos.
Cozinhar legumes ou fazer sopas de legumes deve ser a principal medida de alimento. A alta temperatura do cozimento seco, produz compostos potencialmente cancerígenos - acrilamida (formada em alimentos ricos em amido, como batatas fritas) e aminas heterocíclicas (formadas em carnes).
Por exemplo, o frango cozido a altas temperaturas é conhecido por conter uma amina heterocíclica chamado PHIP, que é uma substância cancerígena de mama.

5. Escolha suplementos sem ácido fólico sintético.
Verifique se o seu multi-vitamínicos e outros suplementos não contêm ácido fólico. Também não use levedura nutricional fortificados com ácido fólico.
O ácido fólico é encontrado na maioria das multi-vitaminas e vitaminas pré-natais, e está associada ao aumento do risco de câncer de mama, enquanto que o folato proveniente de fontes naturais de alimentos está associado com diminuição do risco.
O ácido fólico sintético, não encontrado na natureza, é prejudicial, enquanto os vegetais verdes são carregados com ácido fólico.


Sobre suplementos: manter níveis saudáveis ​​de vitamina D e tomar um suplemento de DHA + EPA diariamente. Três quartos das mulheres que têm câncer de mama são deficientes em vitamina D, e manter os níveis de vitamina D no sangue suficientemente pode diminuir o risco de câncer de mama em até 45%.
Omega-3, consumo de ácidos graxos está associado com a incidência de câncer reduzida. A EPA tem efeitos anti-inflamatórios e DHA tem sido encontrado para bloquear a angiogênese de tumores e o crescimento de células tumorais.

6. Exercício pelo menos três horas por semana e manter um corpo com peso saudável.
Uma análise de 73 estudos diferentes concluiu que as mulheres com altos níveis de atividade física reduziram o risco de câncer de mama em 25%. Manter um peso saudável também é extremamente importante, uma vez que 17% dos casos de câncer de mama foram atribuídos à obesidade.

Mulheres obesas correm mais risco de desenvolver câncer de mama. A obesidade é um fator de risco para saúde e um grande incomodo estético para a maioria das mulheres, por isso muitas pessoas buscam como emagrecer rápido.

"A reeducação alimentar é o caminho durável para o controle do peso e boa saúde.
Mesmo ao tentar emagrecer rápido devemos buscar métodos naturais, com boa nutrição e que possam nos colocar no caminho da reeducação alimentar como o Plano Detox."


7. Não beba álcool.
Mais de cinquenta estudos têm sido realizados sobre a influência do álcool sobre o risco de câncer de mama.
Mesmo bebendo 1 ou 2 doses por dia, podemos associar esse hábito com o aumento de risco e câncer; por exemplo, os dados de um estudo clínico, sugeriram que as mulheres que bebem de três a seis doses alcoólicas semanalmente, tem um risco maior de câncer de mama em 15 por cento em comparação com as que não bebem.

Em sobreviventes de câncer de mama, beber três a quatro doses alcoólicas por semana aumentou o risco de recorrência de 34 por cento.

8. Não fume!
Substâncias cancerígenas, foram identificadas no fumo de cigarro, que são conhecidos para entrar na corrente sanguínea através dos pulmões e viajar para o tecido da mama, colocando em risco maior em fumantes.

9. Limite a sua exposição ao estrogênio.
Exposição cumulativa ao estrogênio é conhecida por ser um fator de risco para câncer de mama. Como tal, as mulheres que usaram terapia de reposição hormonal (TRH) estão em risco, e o risco aumenta com o aumento da duração da TRH.
O uso maior de contraceptivos contendo estrogênio também está associado ao aumento de risco . As mulheres também podem ser expostas ao estrogênio através da produção por excesso de tecido adiposo, ou de fontes ambientais, tais como produtos químicos de desregulação endócrina.

Manter um peso saudável e evitar problemas endócrinos, quando possível, ajuda a limitar a exposição de estrogênio.
Além disso, uma dieta baseada em vegetais, rica em fibras, reduz os níveis de estrogênio circulante, porque a fibra liga-se ao estrogênio no trato digestivo, acelerando a sua remoção do corpo.[]


Rosi Feliciano é professora e especialista em saúde, bem-estar e emagrecimento.
Após emagrecer 43kg, ela criou os blogs Regime.Blog, Blog da Rosi e Beleza.Blog para contar a sua história e ajudar outras pessoas.





Ein, psiu! Não esquece de deixar um comentário bem bonitinho pra incentivar a blogueira a fazer um próximo post beeemm legal como esse!

Acho que você também vai gostar de ler estes:

5 comentários

  1. Passei pra ficar por dentro destas dicas, e câncer de mama não é brincadeira. Problema de todos, homens e mulheres. Parabéns pela iniciativa Ellen. Muito bacana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um prazer tê-la aqui no Valor em Casa, Meirilene, muito obrigada pelo seu comentário. O assunto é de extrema importância mesmo e quanto mais falarmos, mais incentivo damos às mulheres. Um grande beijo e ótima semana!

      Excluir
  2. Parabéns por conscientizar a todos sobre o Outubro Rosa, que é um mês para que todos fiquem atentos ao câncer de mama e conheça mais sobre o assunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosi, não é de hoje que eu digo que os seus textos são um presente para todas nós que lemos o Valor em Casa todo os dias. Só tenho que agradecer em nome de todos os leitores. UM beijão.

      Excluir
  3. Muito legal as dicas fornecidas, são de grande valia

    ResponderExcluir

Aeh! Vai sair sem comentar? Que feeeio! Faz uma pergunta ou deixa um recadinho aqui pra gente. Depois, dá uma voltinha pelo blog, tem uma par de coisas legais pra você ler e assistir. Beijos na bochecha.

Copyrigth @2017

É um site sobre variedades. Criado em 2013 por Ellen Luz.
Aqui você vai encontrar informações sobre negócios, finanças, cotidiano, maternidade e tecnologia. Além de experiências reais de empreendedores, mães e a minha, é claro.