Carregando a Casa nas Costas - Decoração Inovadora


Quem diria que isso poderia ser possível, carregar a casa, literalmente, nas costa! Não, nem tanto assim, mas a proposta é realmente boa, vai que a moda pega?

E não adianta dizer que isso é coisa de gringo, pois aqui no Brasil já se sabe de projetos assim. Uma casa transportável com mobília e tudo.

Todo mundo acha que desenho de criança não tem importância, mas elas sempre foram as pioneiras em prever o futuro da construção. Prédios altíssimos, portas sem saída, janelas no telhado e casas sob carros e até sob aviões! Pois esses desenhos de infância, adquiriram forma real, com tecnologias que ampliam seus horizontes para além da imaginação.

Ao contrário das casas móveis, enormes de madeira, já idealizadas pelos norte-americanos, a casa criada pelo estúdio de Madrid, Abatonesse, nos convida a repensarmos o conceito de 'lar'. O equilíbrio brilhante entre a força, leveza, o voo e a estadia, deu asas ao sonho que sonhamos tantas vezes quando crianças: "Eu tenho uma casa aqui, ali, e mais longe também." Neste caso, ela sempre será a mesma, mas estará comigo onde eu for. O "aqui" e o "lá" não tem limite.

"Ideal para duas pessoas, a casa tem áreas distintas: sala de estar, cozinha, quarto e banheiro.
A sensação de amplitude, não ficou comprometida em nada, e o telhado gabled atinge 3,5mt no ponto mais alto.
O modelo vencedor "APH80 ' Estúdio de Arquitetura. 
As proporções foram criadas para transmitir plenitude.
Seu tamanho é resultado de um estudo para que os ambientes pudessem abranger toda a família. Água e eletricidade podem ser ligados à rede pública, mas há também opções de auto-suficiência.

"A originalidade é o retorno à origem; tão original é que ele retorna à simplicidade das primeiras soluções ".
Antoni Gaudí.

A estrutura é sólida, várias madeiras forram o exterior juntamente com cimento cinza. No interior painéis de pinho brancos dão sensação de amplitude.
Essa casa pesa 8 toneladas, e é transportada por um caminhão e só leva uma hora para instalar. / Juan Baraja / Estudo Abaton"


E você, teria coragem de morar em uma casa assim? Além de ter o conforto de morar na cidade em que quisesse, quais outros pontos positivos você acha que esse projeto tem? E quais pontos negativos não permitiram que ele se tornasse usual aqui no Brasil (além do imposto que certamente ainda pagaríamos, né)? Me conta aí!



                               Ellen Luz


Ein, psiu! Não esquece de deixar um comentário bem bonitinho pra incentivar a blogueira a fazer um próximo post beeemm legal como esse!


2 comentários:

  1. não sei... por ser pequena eu fico com o pé atrás... no mais adoraria.. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe que eu tbm sinto um pouco de agonia, mas a curiosidade é maior! kkkk Bjs

      Excluir

Aeh! Vai sair sem comentar? Que feeeio! Faz uma pergunta ou deixa um recadinho aqui pra gente. Depois, dá uma voltinha pelo blog, tem uma par de coisas legais pra você ler e assistir. Beijos na bochecha.

Para ler em seguida

É um site sobre empreendedorismo materno e digital, criado em 2013 por Ellen Luz.
Aqui você vai encontrar informações sobre negócios, finanças, cotidiano, maternidade e tecnologia. Além de experiências reais de empreendedores e profissionais do ramo.

Copyright (C) 2017

Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por MeuBlogPronto Serviços Digitais

Leitores

Junte-se a todos os leitores do Valor em Casa. Assine!