O Medo na Adolescência a Série - Valor Em Casa | Blog de cotidiano | Ellen Camargo

O Medo na Adolescência a Série


Oi GENTEMMM, olá, olá, olá. Tudo bem com vocês? Já faz quase um mês de minha estreia por aqui e chegamos então ao nosso 1º momento da SÉRIE: MEDO NA ADOLESCÊNCIA no EllenLuz 

Como foi dito no post anterior por demanda dos leitores do ELuz estarei por aqui abordando este tema que foi e está sendo de grande sucesso no TROCA de Livros, por lá é abordado o MEDO NA INFÂNCIA, se você já acompanha a SÉRIE obrigada pela presença e você que ainda não teve a oportunidade dê uma passadinha no blog e no canal e interaja um pouco mais com o tema, estou aguardando a presença de vocês.

Já que por aqui o tema é MEDO NA ADOLESCÊNCIA, precisamos iniciar entendo um pouco mais deste termo ADOLESCÊNCIA, você já passou por esta fase ou a quem esta passando por ela sabe o quanto é complicada e confusa não é mesmo?

Então, continuem por aqui e vamos entender um pouco mais deste universo cheio de novidades. A adolescência é um processo muito difícil para o indivíduo por apresentar o momento de transição entre a infância e a vida adulta, entre uma fase caracterizada pela dependência para a fase de independência e esta independência chega com ofertas e cobranças que muitas vezes o indivíduo não esta preparado para vivenciá-las.

A adolescência caracteriza se pelos impulsos do desenvolvimento físico, mental, emocional, sexual, social e também pelos esforços em alcançar os objetivos relacionados às expectativas culturais da sociedade em que vive. Entre as principais alterações pelas quais o adolescente passa, destacam-se o desenvolvimento do pensamento abstrato e formal, o estabelecimento da identidade sexual e a solidificação de amizades com a provável experimentação em grupo de bebidas alcoólicas, inclusive drogas lícitas e ilícitas.

De acordo com a psicologia, os adolescentes lutam pela identificação do Eu e pela estruturação da sua existência baseada nessa identidade. Trata-se de um processo de autoafirmação, que costuma aparecer rodeado de conflitos e resistências, nos quais o sujeito procura conquistar a sua independência, a aprender a amadurecer e a enfrentar suas inseguranças e medos.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a adolescência é o período que se estende dos 10 aos 19 anos de idade. Já o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) define adolescência como o período compreendido entre os 12 e os 18 anos de idade. Assim já percebemos que os conflitos relacionados à adolescência se inicia desde a sua classificação segundo a OMS e o ECA.

Associado as estes conflitos, as aprendizagens e inseguranças aparecem também alguns sentimentos como a vergonha, a dificuldade de compreensão, a tristeza, as brigas, as agressividades, a mentira, o desejo de liberdade dentre outros que acabam manifestando principalmente através dos medos.

"O sentimento MEDO
é uma emoção primária, presente desde o nascimento
e muito comum na infância,
na adolescência e
muitas vezes dependendo
da maneira como são
trabalhados estes
medos podem desaparecer
na fase adulta ou
permanecer até o amadurecimento pessoal relacionado
ao agente causador
do medo."

O medo é uma reação adaptativa, servindo a um propósito legítimo e útil como proteger os indivíduos de situações potencialmente desconhecidas. O medo sofre influência da idade, do gênero, da cultura, da classe socioeconômica e nível de desenvolvimento cognitivo, além de outras variáveis de natureza individual, social e os suportes recebidos para vivenciá-los e vencê-los, como os emocionais, os psicológicos, valores familiares e sociais.

Agora que já conseguimos entender um pouco dos conceitos MEDO e ADOLESCÊNCIA já podemos discutir estes termos associados e convido vocês a continuar por aqui nos próximos momentos da SÉRIE que serão abordados os seguintes aspectos:

  • Quais são os principais medos manifestados na adolescência.
  • Como os adolescentes podem manifestar estes medos.
  • Qual o papel dos pais ou responsáveis para ajudar o adolescente a vencer este sentimento.
  • Quais situações a família precisa procurar assistência de profissionais para ajudá-los a vencer o medo.

Então, encerramos assim este nosso 1º encontro e gostaria de finalizar com alguns relatos seus leitores, você já vivenciou alguma situação de medo? Como você comportou a tal situação? Conte para nós, o seu relato poderá ajudar a outras pessoas.
Até mais e aguardo ansiosa para nosso próximo encontro.

Ana Paula Silva Crispim é pós-graduada em Metodologia em Enfermagem e professora de Ciências em MG. Além de trabalhar com crianças de 09 à 14 anos, ela é mãe e dona do blog Troca de Livros.



Ein, psiu! Não esquece de deixar um comentário bem bonitinho pra incentivar a blogueira a fazer um próximo post beeemm legal como esse!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi. Se você gostou dessa matéria, não deixe de opinar a respeito, aqui nós respeitamos a liberdade de expressão. Se faltou alguma informação, mande o seu conhecimento, assim podemos ajudar mais e mais pessoas. Obrigada pela visita!