Baixa imunidade prejudica a beleza. - Valor Em Casa | Blog de cotidiano | Ellen Camargo

Baixa imunidade prejudica a beleza.

Meninas, achei super importante fazer esse alerta, pois às vezes usamos tantos produtos para cuidar da beleza exterior e nos esquecemos que os cuidados devem começar pelo nosso organismo.
Se você não consegue conquistar bons resultados no corpo, pode ser que a sua imunidade esteja baixa e, por isso, alguns sinais devem ser considerados, por exemplo:
Unhas fracas, queda de cabelo, cansaço, problemas de pele etc. A genética também conta, pois algumas pessoas já nascem com tendência a baixa imunidade.

Alguns fatores pode agravar esse problema, como uso de medicamentos que suprimem a imunidade, exposição à radiação, quimioterapia, má alimentação, uso de drogas, consumo de álcool, excesso de exercício físico, estresse prolongado, doenças que levam a uma grande perda de proteínas, doenças crônicas, deficiências de vitaminas, falta de repouso adequado, entre outros.  

Não existe um exame só pra detectar esse problema, mas se houver sintomas é importante procurar um médico, pois através de um exame clínico ou check up será  possível confirmar se você está com a imunidade prejudicada. 

Se você fica doente com frequência, isso pode ser um sinal. No entanto, os sintomas mais alarmantes são:
Boca: herpes, amigdalite e estomatite 
Pele: infecções recorrentes, abscessos, doenças gerais causadas por fungos, vírus e bactérias 
Ouvido: otites
Região genital: herpes 
Sistema respiratório: gripes e resfriados 

Segundo a lista da Fundação Jeffery Modell e a Cruz Vermelha Americana, elaborada para guiar médicos e profissionais no diagnóstico de pacientes, se você teve duas ou mais pneumonias no último ano, oito ou mais otites no último ano, estomatite (pode ser percebida por lesões na boca e gengivas) ou monilíase (é uma infecção causada por fungos e apresenta pontos brancos e escamosos em qualquer área da região bucal: língua, bochechas, gengivas ou lábios), furúnculos nas pernas e nos pés, meningite, artrose ou septicemia (é uma infecção generalizada que se espalha por todo o organismo, por causa de bactérias que infectam o sangue), infecções intestinais ou diarreia crônica, asma grave, doença do colágeno ou doença autoimune, efeito adverso ao BCG (vacina contra a tuberculose) ou infecção por micobactéria e histórico familiar de imunodeficiência, você precisa ser diagnosticada!

Todas essas informações você encontra no site Minha Vida.

Alimentos como laranja, acerola, kiwi, tomate, brócolis, couve e pimentão são ricos em vitamina C, antioxidante que aumentam a resistência do organismo.

Frutas cítricas, vegetais, carnes, leguminosas, sementes e raízes são indispensáveis para prevenir a imunodeficiência. 

Outro estudo recente, comprova que as pessoas que dormem pouco, não possuem amigos ou companheiros, são pessimistas e possuem hábitos anti-higiênicos são os mais afetados pela baixa imunidade. 

Minha dica é: esteja atenta aos sintomas e alimente-se bem, pois o melhor remédio é uma boa alimentação e repouso. Ah! E faça amigos.  
Beijinhos. 






Um comentário:

Oi. Se você gostou dessa matéria, não deixe de opinar a respeito, aqui nós respeitamos a liberdade de expressão. Se faltou alguma informação, mande o seu conhecimento, assim podemos ajudar mais e mais pessoas. Obrigada pela visita!