Vida nova, sem dor! - Valor Em Casa | Blog de cotidiano | Ellen Camargo

Vida nova, sem dor!


Olá, queridas colegas! Como vai a vida? 
Graças a Deus o pesadelo acabou, ao menos temporariamente, mas estou tão feliz, pois não sinto mais dor.

Ontem fiz a última cirurgia para retirada do Duplo J. O dia foi bem estressante porque, novamente, a equipe de atendimento do Hospital São Luiz, se apresentou desorganizada. 
A minha operação estava agendada para a parte da manhã, porém aconteceu no final da tarde, por informações desencontradas e falta de apartamento para internação.

Após muito transtorno e dor, fui operada pelo doutor Marcelo Travassos e sua equipe e recebi alta  ás 23hrs e 50  minutos. Aff! Não via a hora de sair daquele hospital.No entanto, recebi uma informação importante, o motivo pelo qual o hospital São Luiz Morumbi está superlotado, seria  porque uma rede carioca de hospitais comprou o São Luiz e estaria aceitando todos os tipos de convênios, superlotando todos os setores do hospital. A verdade é que, após a fusão, a qualidade do atendimento caiu bastante e por isso, a direção do hospital têm recebido muitas reclamações.  
Hospital São Luiz Morumbi

Acredito que em breve isso deva mudar,  pois é triste ver um Hospital considerado de primeira linha, ser prejudicado dessa forma. Para mim, esta informação explica a desorganização administrativa, a falta de leitos, a alimentação servida em baixa proporção e o atraso no atendimento. 

Mas como eu disse, valeu a pena tudo isso, pois fui atendida por um dos melhores médicos que já conheci, e essa não é só minha opinião, mas de todos os pacientes do doutor Marcelo Travassos e de sua equipe super competente. (veja aqui)

Bom, só tem uma coisa que quero explicar. No inicio do texto, eu disse que o pesadelo acabou temporariamente, isso significa que o meu tratamento não terminou. Acompanhamento médico periódico e cuidados na alimentação serão por toda a minha vida, pois há riscos de reincidência da doença. Por isso, quero preparar um material especifico com todas as informações que aprendi. Quero alertar vocês para  o risco de  infecções, consideradas menos importante e como uma doença  tão simples pode mudar a sua vida.

É isso, minhas queridas! Mas seguimos em frente, pois a vida não acabou, ao contrário, pra mim está recomeçando. Um super beijo e até mais!

Veja abaixo uma entrevista do doutor Camilo Loprete sobre o sistema utilizado para retirada de cálculo renal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi. Se você gostou dessa matéria, não deixe de opinar a respeito, aqui nós respeitamos a liberdade de expressão. Se faltou alguma informação, mande o seu conhecimento, assim podemos ajudar mais e mais pessoas. Obrigada pela visita!